A ejaculação em si é a liberação de sêmen, porém, a ejaculação precoce é a liberação de sêmen em um curto prazo de tempo, sendo assim, acontece mais cedo que o normal, dessa forma, o homem e o parceiro sexual acabam por não se satisfazerem da forma como esperam.

A ejaculação precoce, também conhecida como EP, é o clímax prematuro, ou melhor dizendo, ejaculação precoce, apesar de muitas vezes não trazer grandes preocupações, acaba sendo frustrante na hora do sexo, pois torna o sexo menos agradável e pode afetar a relação do casal.

Entretanto, existe uma ótima maneira de tornar a EP menos frequente e diminuir as causas dos problemas, existem médicos especializados na área e, também, medicamentos eficazes para tal.

Relação entre Ejaculação precoce e disfunção erétil

como lhe dar com a ejaculacao precoce

A ejaculação precoce é um mal que aflige muitos homens.

Muitas vezes, a ejaculação precoce está relacionada aos homens que têm problemas de disfunção erétil, ou seja, problemas de ereção, isso acontece quando os homens com esse problema não conseguem manter a ereção durante a relação sexual.

Após a relação sexual e ejaculação, a ereção diminui, dificultando o diagnóstico, pois o problema pode estar relacionado à ejaculação precoce ou a disfunção erétil.

A disfunção erétil deve ser tratada prioritariamente, pois a EP pode se tornar menos frequente, ou então, desaparecer, depois de tratado a DE.

Causas da ejaculação precoce

Apesar da causa não ser totalmente conhecida, diversos fatores são relacionados à ejaculação precoce, a primeira que citaremos neste artigo é a serotonina.

A serotonina é produzida naturalmente no organismo pelos nervos, conforme a quantidade da substância aumenta, maior é o tempo até que a ejaculação ocorra, dessa forma, quando as quantidades de serotonina são baixas, pode ocorrer a EP.

Além da serotonina, existem causas psicológicas para a ejaculação precoce, como: estresse, depressão temporária, expectativas muito altas relacionadas ao desempenho sexual, história de repressão sexual, problemas no relacionamento, culpa, falta de confiança, etc.

A ejaculação precoce conforme a idade

A EP é um fator que pode afetar qualquer homem, sendo ele mais jovem ou mais velho, mas, ao envelhecer, é comum que ocorram alterações na ejaculação e nas ereções.

Mas no caso dos homens mais velhos, é comum que as ereções não sejam tão duradouras ou firmes, portanto, não duram muito tempo até que ejaculação aconteça.

Nesse sentido, o homem tem a sensação de que ejaculação está perto de ocorrer mais rapidamente, ou seja, conforme o homem vai ficando mais velho, ele tende a ejacular mais cedo.

A ejaculação precoce e a relação sexual

As pessoas afetadas pela ejaculação precoce podem sentir perda de intimidade com o parceiro sexual, tornando também menos frequentes as relações sexuais, o que pode consequentemente causar sentimentos de estresse, raiva, vergonha, insuficiência e afastamento do parceiro.

Com todos esses sentimentos, a pessoa não só se afeta, mas acaba por afetar também o seu parceiro sexual, sendo esse o momento no qual ocorre a perda da intimidade sexual.

A EP deve ser lidada aos poucos e com compreensão, pois pode acabar magoando e desconectando as pessoas quando uma é afetada.

Nesse sentido, é importante que o problema seja conversado entre os dois e, além disso, o casal pode tentar terapias sexuais, aconselhamentos, exercícios, a busca de tratamento e apoio é o melhor passo para evitar futuras desavenças.

Existem diversos exercícios sexuais, como por exemplo, a técnica de aperto, pois pode prolongar a ereção.

Além de todos os fatores a serem seguidos, o casal deve relaxar, pois uma das causas da ejaculação precoce também está relacionada à ansiedade e ao desempenho.

Diagnóstico da ejaculação precoce

eliminado a ejaculacao precoce

Existem vários fatores que podem ser usados para diagnosticar a ejaculação precoce.

Se acontecer de a ejaculação precoce atrapalhar o prazer sexual entre os parceiros, é preciso consultar um médico especializado.

Em grande parte dos casos, após uma conversa e exames, o médico pode diagnosticar a EP.

O médico ou médica podem fazer diversas perguntas para o paciente, sendo elas:

  • Com qual frequência ocorre a EP durante as relações?
  • O problema vem te afetado há quanto tempo?
  • Esta condição ocorre com apenas um ou todo parceiro?
  • A EP ocorre em todas as tentativas de sexo?
  • Quais são as atividades sexuais que você se envolve, e com que frequência?
  • De que forma isso afetou sua vida sexual?
  • Como estão seus relacionamentos com as pessoas que se envolve?
  • Existem condições externas que piorem a EP? (álcool, drogas, etc.)

Se o médico encontrar algo no exame físico serão necessários testes de laboratório, caso contrário, não serão necessários.

Quais são os tratamentos para a ejaculação precoce?

Diversos são os tratamentos para a ejaculação precoce, existem terapias psicológicas, pois a EP pode estar relacionada também às questões emocionais, etc.

Terapia comportamental e medicamentos são as principais maneiras de tratar a EP.

Uma conversa com o médico é a melhor forma de decidir a maneira como abordar a condição. No entanto, pode-se utilizar vários tipos de tratamentos ao mesmo tempo, melhorando ainda mais o resultado final e desempenho.

Tratamento com Priligy Dapoxetina

Atualmente, o tratamento com o medicamento Priligy Dapoxetina é o mais eficaz para combater a Ejaculação Precoce. Pois sua fórmula garante um prolongamento da ereção durante as relações sexuais.

Terapia psicológica

A terapia psicológica consiste em um tratamento que ajudará o paciente a lidar com os sentimentos e emoções negativas que ocasionam aos problemas nas relações sexuais, como já dito acima.

Esse tipo de terapia pode ser utilizado juntamente com a terapia comportamental e médica.

A terapia psicológica, além de lidar com as emoções do paciente, ajuda a encontrar a causa dos problemas que levam à EP, ajudando também os casais a conseguirem novamente a intimidade da qual precisam para restabelecer o relacionamento.

Método comportamental

A terapia comportamental, diferente da terapia psicológica, auxilia com o uso de exercícios que ajudam a criar tolerância no ato sexual, retardando a ejaculação.

Tem como objetivo o treinamento do corpo para uma melhor resistência, diminuindo o tempo até a ejaculação.

Os métodos mais conhecidos nesse nicho são o squeeze e stop-start.

Apesar de ser um ótimo método, depende também do parceiro sexual.

O método squeeze consiste em estimular o pênis na hora do ato sexual, quando a pessoa está perto de ejacular, o parceiro segura o seu pênis até que a ereção desapareça de forma parcial.

O objetivo desse método é conscientizar as sensações, até que a pessoa obtenha o controle até o clímax por si só.

O método stop-start consiste também em estimular o pênis, mas nesse, o parceiro estimula até o momento próximo da ejaculação, e então, o parceiro para de estimular, voltando apenas quando a pessoa retoma o controle da ereção.

O método stop-star pode ser repetido três vezes.

Existem diversos tratamentos e medicamentos para a ejaculação precoce.

Portanto, se você sofre dessa condição, procure um médico especialista que irá te auxiliar.

Os casos de recuperação de EP variam, mas a maioria consegue se recuperar após concluírem os tratamentos corretamente.